Lubrificação de mancais

LUBRIFICAÇÃO DE MANCAIS


Cuidados Gerais de lubrificação industrial

MANCAIS DE ROLAMENTO

Antes de aplicar a graxa nos pinos graxeiros os mesmos deverão ser bem limpos, com o intuito de evitar a entrada de partículas abrasivas que danificam os mancais.
Deve-se evitar o excesso de graxa nos mancais de rolamento, pois é extremamente prejudicial. Um excesso de graxa provoca um aumento da temperatura de operação do mancal, que não deve ultrapassar a 90°C. Os mancais de rolamento podem ser lubrificados quinzenalmente; no caso de mancais de rolamento de motores elétricos, a lubrificação deve ser feita mensalmente. Essas recomendações são válidas em condições normais de uso (sem severidade). No entanto em condições severas de uso os períodos de relubrificação devem ser criteriosamente analisados.

MANCAIS DE ROLAMENTO SELADOS

Por ocasião das revisões, os mancais deverão ser desmontados, bem limpos e examinados se as pistas espaçador e elementos rolantes apresentarem algum possível dano mecânico e se a folga existente não ultrapassou limites permitidos. A operação limpeza deverá ser feita em local totalmente isento de poeira, retirando-se a graxa velha dos elementos do mancal. Caso o mancal não seja montado logo após a limpeza, devemos guardá-lo lubrificado e coberto, a fim de livrá-lo de qualquer impureza.

MANCAIS DE ROLAMENTO EM BANHO DE ÓLEO

Para os mancais de rolamento em banho de óleo, recomenda-se um nível máximo até o centro do elemento rolante inferior e um nível mínimo de maneira que o elemento rolante inferior fique ligeiramente imerso no óleo. Os níveis devem ser verificados a cada 8 horas e completados se necessário. Em geral, o óleo deve ser trocado semestralmente, a não ser em condições de severidade.

Fonte: EBAH